Quem nunca se sentiu frustrado em algum momento da vida ou até mesmo do dia? A frustração é importante na nossa vida, mas pode causar muitos problemas emocionais se vivenciada em excesso! E o que muitas pessoas não  sabem é que ela cria um ciclo de negatividade em sua vida!



A frustração é um sentimento que surge quando não se consegue conquistar algo que está relacionado a um desejo ou necessidade pessoal. Abordando de uma maneira concreta, a frustração fica entre a expectativa de querer que algo se concretize e esse algo não acontecer como se espera.

A frustração pode ocorrer tanto por fatores internos, quanto externos:
Internos: ocorre quando exige controle de si mesmo. Por exemplo, quando não se tem confiança, quando o medo de alguma situação o domina, quando há angústia devido um relacionamento, entre outros.

Externos: ocorre quando se trata de situações que não dependem de você. Por exemplo, não conseguir finalizar um trabalho por falta de luz ou a formação de trânsito devido um acidente inesperado que o impede de chegar a algum lugar no horário agendado.

Desta forma, é importante ressaltar que quando se trata de questões externas não há muito o que fazer para controlar a situação, somente buscar recursos internos que te ajudem a lidar mais positivamente com esses eventos.

Entretanto, quando se trata de recursos internos, deve haver a busca constante por autocontrole e autoconhecimento, pois esse processo irá contribuir muito para que saiba lidar mais assertivamente com o sentimento de frustração.

E porque aprender a ter autocontrole e conhecimento?
Porque a frustração leva a sentimentos negativos como raiva, angústia e medo de errar. Porém, se encontrar forças que o ajude a olhar para a situação além da negatividade que ela apresenta, poderá transformar a visão que se tem e tentar de novo.

Outro fator importante é que a frustração ajuda a pessoa a compreender que nem sempre tudo irá sair do jeito que quer. Quando bem compreendida ela pode indicar que embora não tenha tido o resultado esperado, há a possibilidade de não desistir e tentar de novo de uma outra maneira.

É preciso além de sentir a dor da frustração, que pare por um tempo para identificar o que de fato te frustrou e se questionar: a frustração vem pela forma como foi realizado o processo ou pelo resultado final?

Fazer esse exercício vai te ajudar a não tomar decisões baseadas em sentimentos negativos e ter um olhar mais ampliado em relação ao que aconteceu, inclusive para não ficar alimentando sentimento de culpa, que é comum aparecer nestas situações!

Escrito por:
Fabiane Moraes de Siqueira
Psicóloga e Terapeuta de Família e Casal
 
Acompanhe também: