Milhares de pessoas no mundo se preocupam com o que as pessoas vão dizer ou pensar delas!
Por que isso acontece?
O que as leva a ter essa preocupação?


Vamos fazer um exercício. Feche os olhos, imagine que você está se vendo hoje. Olhando para você mesmo nesta imagem, responda: de 0 a 10, quanto você se preocupa com a imagem que os outros tem de você?
Se sua resposta for:
Entre 7 e 10, você é extremamente preocupado.
Entre 04 e 06, oscila entre se preocupar demais e se questionar se deve mesmo se preocupar.
Entre 1 e 3, você provavelmente busca recursos internos que te ajudam a crescer emocionalmente.
Se for zero, se preocupe porque provavelmente você tem um quadro de psicopatia ou sociopatia. Pessoas com esse quadro não são resolvidas emocionalmente e necessitam de tratamento, pois envolvem comportamentos em que há a presença de perversidade e ausência de consciência e responsabilidade moral.
A questão é que chegar em um nível de controle emocional exige da pessoa muito conhecimento de si próprio, e para isso se torna necessário aprofundar-se na  história de vida e nas relações que estabelece.
A tendência do ser humano é a necessidade de ser amado e de pertencer, e muitas vezes não fazer o que esperam de nós faz com que a pessoa perca esse lugar que acredita ser importante! Talvez você não saiba, mas esse lugar que acha ser importante, faz com que foque sua vida muito mais no outro do que em você mesmo, pense nisso!
Outra questão importante para refletir é que deixar de se importar com os outros não é egoísmo e traz sensação de liberdade.
Se manter no comportamento de se preocupar com o que dizem de você, com o tempo irá te adoecer física e emocionalmente, pois não apresentará a capacidade de tomar decisões, terá medo de ser julgado e não viver a sua própria vida!

Quer saber uma maneira de mudar, se fortalecer e obter sucesso na vida? clique no link: http://bit.ly/visionmedesenvolvimentopessoal

Escrito por:
Fabiane Moraes de Siqueira
Psicóloga e Terapeuta de Família e Casal
Acompanhe também: