Pensar a família ao longo do tempo nos remete a importância de compreender que o que vivemos hoje sofre forte influência das heranças deixadas pelos nossos antepassados e que, ao mesmo tempo, não acompanham as intensas mudanças sociais que ocorrem na era contemporânea.

Essas heranças contemplam uma transmissão psíquica que é passada de geração para geração através de legados, costumes e comportamentos. Desta forma temos: “ o legado da nossa família, o legado da família de nossos pais, o legado da família dos nossos avós, o legado da família dos nossos bisavós e assim por diante.

Temos de um lado um conceito de funcionamento de família reforçado por padrões antigos, de épocas passadas que em parte não mais se adequam ao que vivemos hoje, e de outro, uma série de transformações sociais que batem de frente com esses conceitos e que contribuem para a falta de referência nos papéis e funções exercidos pelos membros familiares nos dias atuais.

Para melhor compreensão e aprofundamento desta reflexão, ressalto as mudanças significativas ao longo dos séculos apresentando contextos pré – modernos, modernos e contemporâneos.

Siga também:
Instagran: @fabianemsiqueira
Facebook: @msfabiane
Links de acesso: https://linktr.ee/msfabi1