Vou começar contando uma história de uma viagem que realizei em 2010 para o país de Israel.

Nesta época eu era coordenadora de um projeto que envolvia prevenção ao acolhimento de crianças e adolescentes. Um grupo de profissionais de Israel, em visita ao Brasil, realizou um convite para estudar e conhecer os trabalhos que eles desenvolvem em seu país com crianças e adolescentes.

Além das aulas teóricas, visitávamos os lugares turísticos e os locais em que eles realizavam trabalhos com criança e adolescentes: escolas, abrigos, centros para criança e adolescentes, entre outros. Uma das visitas envolvia uma escola que praticava a mediação de conflitos entre os alunos. Cada sala de aula tinha um representante. Quando havia algum tipo de conflito, ao invés de irem para a diretoria, os colegas acompanhavam esse aluno até uma sala reservada e resolviam os problemas entre eles. Bem interessante a proposta. O que me chamou a atenção foi na hora do intervalo. E o que aconteceu é o que de fato contribui para o tema deste vídeo.

Vários brinquedos foram disponibilizados para as crianças: bolas, cordas, argolas, entre outros. Eu estava com um grupo, que estava realizando o curso comigo, brincando de bola com três crianças. A regra era não deixar a bola cair. Se caísse tínhamos que sair do círculo. Ao iniciar a brincadeira, um dos colegas deixou a bola cair e disse: “Perdi”. Neste momento, uma das crianças que deveria ter uns sete anos disse: “tio, aqui ninguém perde, todo mundo ganha”.

Essa frase me marcou e me acompanha até hoje em minha vida. A verdade é que pensar em ganhar e perder leva as pessoas a uma disputa desnecessária e cria sentimentos negativos que corroem o seu dia. Já, pensar em ganhar ganhar envolve compreender que:

  • As relações afetivas e duradouras requerem ajuda mútua e o entendimento de que “há o suficiente para todos”. Ninguém perde, todos ganham!
  • Reforça que os indivíduos são responsáveis por suas próprias decisões e tem a liberdade de escolher.
  • Que precisam pensar antes de agir.
  • Que precisam responsabilizar-se por seus atos.

A ideia de ganhar ganhar é que ambas as partes buscam a oportunidade de encontrar um bom resultado e agir com antecedência, se preparar. Isso se chama proatividade: que é agir, assumir suas responsabilidades e responder ao invés de agir.

Essa ideia não abre espaço para julgamentos, apenas para aprendizado e crescimento emocional!

Escrito por:
Fabiane Moraes de Siqueira
Psicóloga e Palestrante
 
Acompanhe também: